Lara Mesquita, pesquisadora do Cepesp, analisa a violência na política brasileira em entrevista para a Rádio CBN

CEPESP  |  3 de abril de 2018
COMPARTILHE

Durante o programa, a pesquisadora classificou como “muito grave” a onda de violência na política brasileira

Pesquisadora do Cepesp e doutora em ciência política pela UERJ, Lara Mesquita participou do programa Estúdio CBN, da Rádio CBN, na última quarta-feira, dia 28.

O programa discutiu, entre outros assuntos, o ataque  à caravana do ex-presidente Lula, na tarde de terça-feira passada, dia 27 de março. Dois dos ônibus da caravana foram atingidos por três tiros durante o trajeto entre duas cidades do Paraná, Quedas do Iguaçu para Laranjeiras do Sul. Ninguém ficou ferido e, segundo nota do Partido dos Trabalhadores (PT), o ex-presidente estava no primeiro ônibus do comboio.

renan-lula-ricardo-stuckert-instituto-lula1
090/03/2016- Brasília- DF, Brasil – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante conversa com o senador Renan Calheiros. Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Sobre o ocorrido, a pesquisadora do Cepesp reflete quanto à importância do “fazer político”. “Foram tiros contra um político que tem legitimidade para fazer caravanas, visitar cidades e falar em meio a grandes aglomerações de pessoas”, afirma Mesquita. Observa que assumir que a violência faz parte do ambiente político é “muito complicado, porque afasta outras pessoas da possibilidade de entrar (na debate político)”.

No decorrer da entrevista, Mesquita critica a violência na política brasileira que, para ela, é cada vez mais frequente. “Está se tornando algo corriqueiro e isso é muito grave”, conclui.

Ouça na íntegra a entrevista de Lara Mesquita no site da CBN e acompanhe todas as publicações e conteúdos do Cepesp no blog, na página do Facebook e no perfil do Twitter!

Deixe seu comentário